O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ernani Polo, intermediou uma videoconferência de representantes do segmento do setor da proteína animal no Rio Grande do Sul com o secretário de Defesa Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Guilherme Leal.

Foram tratados temas como inspeção federal junto aos estabelecimentos de abate e produção, especialmente a disponibilidade de fiscais neste momento de enfrentamento à Covid-19, a continuidade dos convênios e ações extras devido à estiagem que está se agravando.

Zé Guilherme informou que o Estado receberá 19 fiscais em janeiro, para reforçar as ações de inspeção nos estabelecimentos. Há, ainda, previsão de chegada de médicos veterinários temporários para o ano que vem. Um concurso público para a contratação de novos servidores também está sob análise do Ministério da Economia.

O secretário disse compreender que o setor da proteína animal está crescendo e vai crescer ainda mais, principalmente com a perspectiva de abertura de novos mercados com o avanço do status sanitário do RS de zona livre de aftosa sem vacinação. Por isso, a estrutura do Mapa está sendo otimizada, remanejada e ampliada para acompanhar esse momento.

Polo afirmou que acredita na importância do diálogo para manter uma boa interlocução do setor da proteína animal com o governo, num trabalho integrado. “Teremos novos desafios pela frente, mas a perspectiva é positiva com o avanço do status sanitário” disse Ernani.

Participaram da videoconferência o presidente do Sips (Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do RS), José Roberto Goulart, o secretário executivo da Asgav (Associação Gaúcha da Avicultura), José Eduardo dos Santos, o presidente do Fundesa (Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do RS), Rogério Kerber, a superintendente federal de Agricultura no RS, Helena Pan Rugeri, entre outros representantes do setor.

📸 Joel Vargas