Ao lado do presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo, o governador Eduardo Leite lançou na tarde desta sexta-feira o edital para a administração do Terminal Logístico do Arroz, que funcionará até o fim deste ano no Porto de Rio Grande. Antiga demanda dos produtores, a estrutura será exclusiva para a exportação do grão. A oficialização ocorreu durante a 30ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão, no sul do Estado.

A empresa que vencer a licitação terá a concessão do terminal por 25 anos, sendo responsável também pela reforma da estrutura física. “O Terminal do Arroz será fundamental para dar impulso aos negócios do exterior. Teremos um novo panorama para o setor orizícola, com a consolidação desse espaço”, avaliou o presidente da Assembleia, que já foi secretário da Agricultura.

O evento da colheita do arroz deste ano, que começou na quinta-feira e termina amanhã, tem como tema “Integração Para a Sustentabilidade”. A realização é da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz).

A estimativa de cultivo para a safra 2019/2020 no RS é de aproximadamente 950 mil hectares, com produtividade média de 7.765 kg por hectare,  semelhante às safras anteriores. A produção estimada para esta safra é de cerca de 7,3 milhões de toneladas, colocando o Estado na posição de 

maior produtor nacional com 70% do arroz produzido no país. Em 2018, o valor bruto da produção foi de R$ 6 bilhões no RS. A cultura conta com cerca de 7,8 mil produtores em solo gaúcho.

Novos mercados também estão no centro dos debates no evento, que conta com roteiro pelas vitrines tecnológicas, fórum técnico e de mercado e feira e dinâmica de equipamentos.

Cerca de 140 municípios gaúchos têm como principal atividade econômica o cultivo do arroz, responsável pela geração de 20 mil empregos diretos.

Em nome da Assembleia e do governo do Estado, Leite, Polo e os deputados estaduais Any Ortiz (Cidadania) e Luiz Viana (PSDB) entregaram uma placa ao presidente da Federarroz, Alexandre Velho, pelos 30 anos da entidade.

Também participaram do evento os senadores Lasier Martins (Pode) e Luis Carlos Heinze (PP), o deputado estadual Eric Lins (DEM), os deputados federais Jerônimo Goergen (PP), Alceu Moreira (MDB), Afonso Hamm (PP), Daniel Trzeciak (PSDB), e o secretário estadual da Agricultura, Covatti Filho.