A Assembleia Legislativa realizou na manhã desta sexta-feira (24) o  Seminário da Competitividade. O evento aconteceu de forma virtual e foi transmitido ao vivo pela TV AL, pelo canal da AL no Youtube e página da AL no Facebook.

O seminário contou com a participação do governador Eduardo Leite, do secretário de estado Cláudio Gastal,  pesquisadores, empresários e representantes da sociedade civil.

Na abertura, o presidente Ernani Polo lembrou que o evento estava originalmente programado para ocorrer em 26 de março, mas  teve que ser adiado em função da pandemia do novo coronavírus. Quatro meses mais tarde, “o tema entra na pauta de debates do legislativo como ferramenta fundamental para a retomada da economia no período pós-pandemia”, destacou Polo, que elegeu a competitividade como tema do seu período na gestão da Assembleia em 2020.

O presidente destacou a relevância do debate em torno da competitividade neste momento dramático do estado e do país. Ele agradeceu o empenho de lideranças e federações empresariais gaúchas que apoiaram a iniciativa e afirmou que a superação somente será possível através da união de todas as forças. Polo registrou ainda o uso da simbologia do esquife, pequena e antiga embarcação a remo, para o tema da competitividade. “Os remadores precisam de preparo, força e sincronia para alcançarem juntos o mesmo objetivo”, sintetizando o esforço coletivo e a responsabilidade para a construção de novos negócios e oportunidades de trabalho.

A competitividade é o diferencial em países desenvolvidos e um dos seus desafios é reduzir a burocracia, aumentar a eficiência da máquina pública e simplificar o sistema tributário, considerou Polo. “Torna-se assim um fator determinante para impulsionar uma das características do RS, que é a diversidade da sua matriz produtiva”, definiu. Apesar da força empreendedora gaúcha, as últimas décadas têm registrado recuos em investimentos que, avalia o parlamentar, estão vinculados à excessiva tributação, além de outros fatores.