Na tarde desta segunda-feira (6), o deputado Ernani Polo, reuniu-se com o governador do Estado, Eduardo Leite, para manifestar sua preocupação quanto à estiagem que assola o Rio Grande do Sul, causando sérios danos aos agricultores, principalmente os que cultivam milho, arroz e soja.


“Neste momento, seria importante estudar medidas no âmbito estadual e federal que possibilitem minimizar o prejuízo dos produtores rurais, além de contatar as instituições financeiras, como o Banco do Brasil e Banrisul a respeito de financiamento de lavouras, além de ações através do Ministério da Agricultura, como o Zoneamento Agrícola – que poderia ser alterado, visando o replantio”, avalia o parlamentar.

O governo do Estado está mantendo a situação devidamente monitorada para que se avalie a extensão do que está ocorrendo no Rio Grande do Sul e sejam tomadas as devidas providências.

Neste sentido, também aconteceram encontros em Pantano Grande e na sede da FAMURS, em Porto Alegre, que debateram a questão da seca e a situação de emergência que os municípios gaúchos se encontram em função da estiagem. Nas ocasiões, o parlamentar foi representado pelos assessores André Petry e Carlos Carvalho.

As reuniões contaram com a participação de produtores rurais de diversos municípios da região do vale do Rio Pardo, além de prefeitos, gerentes de bancos da região, deputados, Defesa Civil, Emater, Secretaria da Agricultura, do Meio Ambiente, de Articulação e Apoio aos Municípios e entidades agrícolas.

Até o momento, já são nove os municípios que decretaram situação de emergência: Chuvisca, Camaquã e Cerro Grande do Sul, Pantano Grande, Sinimbu e Venâncio Aires, Boqueirão do Leão, Maquiné e Mariana Pimentel.