Parlamentar prestou reconhecimento a ex governandor na tribuna da AL-RS

Parlamentar destacou na tribuna poder de gestão e conciliação do ex governador do Estado

O deputado Ernani Polo (PP) subiu a tribuna do plenário da Assembleia Legislativa e ocupou o período de liderança para prestar uma homenagem póstuma ao ex governador Amaral de Souza, falecida na semana passada. Ernani ressaltou o início da carreira política do ex governador, que começou a destacar-se ainda quando jovem, quando foi presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), sendo vereador da sua cidade natal, Palmeira das Missões, em 1960, pelo Partido Social Democrático. Em seguida, elegeu-se Deputado Estadual, em 3 de outubro de 1962, pelo PSD, para a 42ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, de 1963 a 1967. Ingressou na ARENA (Aliança Renovadora Nacional), quando da implantação do bipartidarismo. Em 1966, elegeu-se Deputado Federal pela primeira vez. Em 1975, torna-se vice-governador do Rio Grande do Sul, quando do primeiro governo de Sinval Guazzelli.

Quando do fim do governo Guazzelli, foi indicado Governador do Rio Grande do Sul e nomeado pela Assembleia Legislativa. Sua administração começou em 15 de março de 1979 e terminou em 15 de março de 1983.

“ O ex governador Amaral de Souza era um homem público bem preparado, com formação em filosofia e direito. Esta sua condição sempre o proporcionou, em seus processos decisórios, avaliar em todos os seus âmbitos as repercussões que determinada ação poderia acarretar. Buscava fundamentações sólidas que justificassem suas decisões. Sabia conciliar e decidir com eficiência”, diz o deputado Ernani Polo.

Em sua gestão como governador Amaral de Souza, enfrentou greve de professores e trabalhadores na construção civil, as quais resolveu com negociações e diálogo. Entre as principais marcas de sua gestão, esteve o trabalho intenso para a atração do Pólo Petroquímico para o RS, que hoje representa muito para ao Estado e para Triunfo, como também . a luta pelo TRENSURB, que começou em seu governo, por meio de uma união política em torno desta conquista. A primeira fábrica de tratores do RS, da Massey Fergusson, hoje AGCO, surgiu, da mesma forma, em seu governo.

“Este reconhecimento, que estendo à sua esposa, filhas e netos, tem a intenção de eternizar na lembrança de todos, a trajetória deste grande homem público, que nunca deixou de respeitar e ser respeitado pelos seus adversários. Em todos os cargos que ocupou, soube honrar a nossa tradição político/administrativa, permanecendo presente, por todo o Rio Grande, com suas obras, seus atos e seus exemplos”, finaliza o deputado Ernani Polo.