Deputado sugeriu data de 4 de Julho para que secretaria e ministério da agricultura venham à Assembleia explicar inquérito epidemiológico equino que será realizado no segundo semestre no RS
Em reunião da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, nesta quinta feira (13), o deputado Ernani Polo abordou a questão que envolve a doença do Mormo no Estado, relatando ações realizadas à época em que esteve a frente da secretaria da agricultura, como a ampliação do prazo do exame de dois para seis meses, e solicitação encaminhada ao ministério da agricultura para a realização de um inquérito epidemiológico no rebanho equino do Estado, para verificar a situação sanitária do mesmo. Tendo em vista a sinalização de que o referido inquérito será realizado no segundo semestre deste ano pelo MAPA, o deputado sugeriu que a secretaria da agricultura e o ministério da agricultura possam estar presentes na Comissão de Agricultura em 4 de Julho para explicar como será realizado este procedimento e apresentar aos deputados a situação atual do RS em relação ao Mormo. O pedido para que ambos fossem escutados sobre o tema já havia sido deliberado na Comissão.
 “Esta é uma ação que vai ao encontro de nossas iniciativas da Frente Parlamentar em Apoio a Evolução do Status Sanitário Animal do RS. Assim como tratamos sobre a possibilidade da retirada da vacinação contra aftosa, também trabalhamos permanentemente, desde a época em que estávamos na secretaria da agricultura, no enfrentamento do mormo e na erradicação da doença. Este inquérito epidemiológico que solicitamos ao Ministério da Agricultura poderá nos trazer a condição de Estado livre de Mormo sem a necessidade de exame. Pela ação da defesa agropecuária do RS realizada nos últimos anos tenho convicção que podemos ter a confirmação deste avanço, o que é muito importante para os milhares de proprietários de equinos, para que tenham a segurança de poderem transitar pelo Estado”, destaca o deputado Ernani Polo.