“Se não trabalharmos em conjunto, o Rio Grande não avançará e nem aproveitará a possível retomada econômica.” É o que disse o presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo, a uma plateia formada pelo governador Eduardo Leite, vice-governador Delegado Ranolfo, secretários estaduais, prefeitos e prefeitas na abertura da Assembleia de Verão 2020 da Famurs (Federação das Associações de Municípios do RS), na manhã desta quinta-feira, em Capão da Canoa.

Ele citou ranking anual do Centro de Liderança Pública (CLP) que mostra que o RS está na 27ª posição em solidez fiscal, na 18ª posição em infraestrutura e na 11ª posição em educação. Embora seja preciso avançar, Polo discursou que é hora de buscar soluções para esses problemas, tão conhecidos pelos gaúchos.

“Convido a todos os prefeitos e prefeitas para serem parte dessa construção. Municípios, estado, iniciativa privada, academia, sociedade”, afirmou o presidente do Parlamento.

O evento da Famurs, que se encerra amanhã, discute os desafios das eleições, mudanças na legislação eleitoral e no pleito municipal, o que são considerados crimes eleitorais, como enfrentar o mundo digital e as fake news.

Também foi apresentada pela entidade uma campanha publicitária que pretende estimular uma maior participação  das mulheres na política. Com o tema “Uma voz por todas. Por mais mulheres na politica”, a campanha será lançada oficialmente no mês que vem.

O presidente da Famurs, Dudu Freire, prefeito de Palmeira das Missões, comentou que apenas 11% dos cargos eletivos do país são ocupados por mulheres, o que reflete uma “sociedade machista”, não só no Brasil como no mundo todo. No RS, são 17%.

Também participaram da abertura oficial os deputados estaduais Silvana Covatti (PP), Frederico Antunes (PP), Sérgio Turra (PP), Vilmar Zanchin (MDB), Eduardo Loureiro (PDT), Paparico Bacchi (PL), Vilmar Lourenço (PSL) e Eric Lins (DEM), e o deputado federal Afonso Motta (PDT).