Na última quarta feira (28), o deputado Ernani Polo participou de reunião na Secretaria da Fazenda, onde a Receita Estadual apresentou estudo sobre viabilidades de alterações na cobrança, realizada pelo governo, da substituição tributária.

O encontro reuniu também entidades do setor produtivo gaúcho, deputados e empresários que vem sendo afetados pelas cobranças da ST. O secretário da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso anunciou que empresas com faturamento de até R$ 3,6 milhões e contribuintes do Simples Nacional terão até 1º de julho de 2020 para se adequar às novas regras da Substituição Tributária, prorrogando o prazo para o início das cobranças. Algumas medidas para setores como o de combustíveis também foram apresentadas na reunião e vão ser aprofundadas, assim como a pasta deverá reunir-se individualmente com setores afetados. A Secretaria da Fazenda fará um novo encontro sobre o tema em agosto.

A questão já havia sido levada ao secretário da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso, pelo deputado Ernani Polo, juntamente com a presidente da Federasul Simone Leite, Sulpetro, CDL e outras entidades, pois a situação vem trazendo sérios prejuízos a diversos setores da economia do Rio Grande do Sul, entre eles os de medicamentos e de combustíveis.