Deputado Ernani Polo cobra ação mais firme do Brasil frente às barreiras Argentinas

Deputado Ernani Polo (PP) reforça cobrança de medidas urgentes do governo brasileiro para retomada de exportações

O deputado estadual Ernani Polo (PP) participou, na última sexta-feira (22), de audiência pública realizada pela bancada federal na FIERGS, que tratou sobre o problema que envolve a grave situação das barreiras impostas pela Argentina aos produtos brasileiros, que vem causando desindustrialização, principalmente no Rio Grande do Sul. Participaram dos debates parlamentares federais, estaduais, a senadora Ana Amélia Lemos (PP) e empresários exportadores de diversos setores afins, como móveis, calçados, máquinas agrícolas e alimentos.

O diretor do Departamento de Negociações Internacionais do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Daniel Godinho, ressaltou que o Brasil está pressionando os Argentinos para a retomada das exportações, porém afirmou que a medida tem de ser realizada com negociações e descartou uma retaliação aos argentinos.

O deputado estadual Ernani Polo (PP) está muito preocupado com as barreiras impostas pelo país vizinho e pelo movimento criado para que muitas indústrias se instalem na Argentina.

As imposições argentinas aumentaram em 2011, com medidas protecionistas e demora na liberação de licenças automáticas para ingresso de produtos brasileiros. “ Os prejuízos afetam diversos setores, como o de máquinas e implementos agrícolas, calçados, móveis, alimentos e outros. A cada momento são verificadas novas imposiçõee para dificultar o ingresso dos produtoes brasileiros e não vemos uma reação devida a este protecionismo desmedido. É muita passividade em uma clara desobediência dos acordos do Mercosul”, diz o deputado Ernani Polo.

O presidente da Comissão de Agricultura, deputado Ernani Polo (PP), entende que esta situação afeta sobretuto a economia gaúcha, com prejuízos sérios na geração de emprego e renda: “ O RS é o Estado da federação que mais sofre. Esta queda de braço está sendo vencida pela Argentina. Entendemos que é hora de uma ação firme, para que a Argentina regularize o ingresso de produtos brasileiros. O governo do Estado também tem que atuar firmemente. Queremos soluções”, finaliza Ernani Polo.

A FIERGS entregará documento à presidente Dilma Rousseff, para que trate do assunto na Cúpula do Mercosul, na próxima semana em Mendoza (Argentina). Entre as propostas da FIERGS estão o pedido de remoção imediata das barreiras informais da Argentina contra o Brasil, retirada de licenças não automáticas aos produtos brasileiros e cumprimento das regras da Organização Mundial do Comércio (OMC) e do Mercosul.