Presidente Ernani Polo, que criou a Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas do Deficiência, destaca a importância deste trabalho social

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ernani Polo, recebeu esta semana a visita do presidente da Federação das APAES/RS, Afonso Tochetto, que esteve acompanhado na ocasião pelo deputado Luis Augusto Lara. 

Tochetto nos trouxe a preocupação com a manutenção das mais de 200 APAES que existem no Estado, tendo em vista a crise com a Pandemia do coronavírus. As instituições vivem com poucos recursos e precisam de apoio também para terem condições de cuidar das pessoas com deficiência. 

O deputado Ernani Polo, criador em 2015 da Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Deficiência na Assembleia Legislativa, conhece bem a realidade do trabalho das APAES, sendo um apoiador permanente desta causa. 

Neste sentido, em 2019 o deputado estadual Ernani Polo prestou homenagem com a medalha da 55ª legislatura da Assembleia Legislativa, ao lutador de judô do município de Santiago, Douglas Minuzzi. Douglas tem síndrome de down e venceu torneio internacional realizado em Rivera, no Uruguai, na 4ª etapa do Circuito Sul-Brasileiro de Judô, sendo um exemplo de superação e força de vontade.  

“O Tiago é um dos tantos exemplos que temos.A sociedade deve observar e tomar como exemplo a determinação dessas pessoas, que apesar de todas as dificuldades, não deixam de lutar por seus direitos e por uma melhor qualidade de vida. Todos temos algum tipo de limitação e por isso, devemos auxiliar também quem mais precisa de inclusão social. Vamos atuar aqui na Assembleia Legislativa para verificar de que forma podemos ajudar as APAES que também estão sofrendo com a Pandemia do coronavírus. Nossa Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com deficiência sempre apoiou as demandas das APAES e seguiremos atuantes para ajudar cada vez mais”, ressaltou o presidente Ernani Polo.  

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil possui mais de de 20 milhões de pessoas com deficiência. Neste mesmo levantamento, o número de pessoas que se declararam com algum tipo de deficiência sobe para mais de 45 milhões, um índice que leva em conta a limitação funcional.