Foi realizado durante a manhã desta segunda feira (13), o primeiro seminário regional voltado aos secretário municipais de agricultura, com a presença das vigilâncias municipais e também de prefeitos e vice-prefeitos. O encontro ocorreu no auditório da 32ª Coordenadoria Regional da Educação e contou com representantes dos 28 municípios que fazem parte da 17ª Supervisão Regional de Agricultura.

O Seminário foi idealizado pelo Coordenador Regional de Agricultura, Antônio Portela, que em parceira com o Supervisor Alonso Andrade identificaram a necessidade de aproximar os órgãos públicos, melhorando a eficiência do atendimento aos produtores. Durante o seminário Antônio Portela apresentou os programas de fomento em execução pela Secretaria de Agricultura do Estado, dando ênfase ao “Mais Agua Mais Renda”, Agro+, Dissemina e Correção de Solos, programas estes que têm gerado grande impacto na economia dos municípios e desburocratizando o serviço público.

O seminário também contou com a presença do Chefe da Defesa Animal do Estado, Marcelo Goecks, o que explicou a situação atual do status sanitário do setor animal do RS, além de apresentar as metas e perspectivas da Defesa Agropecuária Animal do Estado, com intenções desafiadoras de mudança de patamar sanitário. Outros dois palestrantes que participaram do encontro foram os Médicos Veterinários Daniel Holanda e Emanuel Boeira, os quais trataram, respectivamente, do serviço de educação sanitária voltado pra o controle e erradicação da tuberculose e brucelose e também dos diferentes sistemas de inspeção do Brasil, tanto a nível municipal, estadual e federal.

A apresentação das ações técnicas ficou a cargo do Supervisor Alonso Andrade, o qual explanou quais as atribuições do Fiscal Agropecuário tanto da Defesa Vegetal quanto da Defesa e Inspeção Animal. Alonso aproveitou a oportunidade para apresentar os resultados positivos das atividades desenvolvidas nos últimos dois anos, principalmente no que diz respeito ao modelo de fiscalização construtiva e orientativa, o que tem produzido uma legalização das agroindústrias locais, empresas estas que sempre estiveram produzindo de forma clandestina por falta de apoio e orientação dos órgãos competentes. O Supervisor afirma ainda que seria impossível desenvolver esses encontros sem a parceria entre Coordenação e Supervisão da 17ª Regional. ” Trabalhar em sintonia, como realizamos com o Antônio Portela é de grande valia, pois, desta forma, valorizamos as ações da Secretaria de Agricultura do Estado de forma ampla e uniforme, para alcançar nossos objetivos”, finaliza Alonso.