Presidente da Assembleia avalia que tornar setores mais competitivos é fundamental para retomada pós-Covid-19

Divulgado nesta quinta-feira (17) pelo CLP (Centro de Liderança Pública), o Ranking de Competitividade dos Estados 2020 mostra a importância de ações para melhorar a classificação do Rio Grande do Sul. Dos dez pilares analisados, o Estado avançou uma posição em educação, se manteve no mesmo patamar em três quesitos e teve queda nos seis restantes. No quadro geral, o RS foi ultrapassado por Minas Gerais, passando do 7º para o 8º lugar.

Pelo levantamento, o Rio Grande do Sul se destaca em inovação (2º lugar), eficiência da máquina pública (2º) e sustentabilidade social (4º), mas continua com desafios em infraestrutura (19º) e solidez fiscal (27º). São Paulo ficou pelo sexto ano consecutivo em 1º lugar, seguido de Santa Catarina e do Distrito Federal. Também estão à frente do RS, Paraná, Espírito Santos, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

Na apresentação virtual, o gerente de Competitividade do CLP, José Henrique Nascimento, destacou o presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo, por ser pioneiro no país em focar as ações do Parlamento para melhorar os indicadores de competitividade. Nascimento elogiou o papel fiscalizador e de apoio às ações que buscam simplificar processos e desburocratizar as estruturas governamentais, que contribuem para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul.

Polo avaliou que os novos números destacam a importância de discutir competitividade num momento como o atual, de grandes impactos sociais e econômicos devido à pandemia de coronavírus. “Esse tema é fundamental, principalmente para a retomada pós-crise. A competitividade é fator determinante para a atração de novos investimentos, a geração de novos negócios e, consequentemente, de oportunidades de trabalho. E com isso movimenta a economia, promove o crescimento e o desenvolvimento do nosso Estado”, avalia o presidente da Assembleia.

No ranking do CLP, a chamada Reforma RS, projeto do governo do Estado que alterou previdência e carreiras de servidores, recebeu uma das premiações do Prêmio Excelência em Competitividade 2020 entre 156 inscritos na categoria Boas práticas. O governador Eduardo Leite recebeu a distinção.

O que é o ranking
O ranking do CLP (Centro de Liderança Pública) analisa a capacidade competitiva dos 26 Estados brasileiros e do Distrito Federal. São 69 indicadores divididos em dez pilares (Sustentabilidade Ambiental, Capital Humano, Educação, Eficiência da Máquina Pública, Infraestrutura, Inovação, Potencial de Mercado, Solidez Fiscal, Segurança Pública e Sustentabilidade Social) que servem para balizar os gestores públicos de cada Estado para alcançarem a excelência na gestão.

O estudo é usado por 22 unidades da federação como forma de planejamento e atuação dentro da gestão estadual. É usado também por cidadãos e por investidores.