Durante reunião ordinária da Comissão de Assuntos Municipais ocorrida nesta terça-feira (13), os parlamentares ouviram em Assuntos Gerais, através de proposição do deputado Ernani Polo, o diretor-presidente da CCR Via Sul, Roberto Calixto.

O diretor apresentou as metas da empresa nas vias administradas no Rio Grande do Sul. A concessionária cumpre contrato de 30 anos para obras de melhorias e ampliação de estradas nos 473,38 Km de abrangência, alcançando 36 municípios. São de responsabilidade da CCR as BRs 101, 386, 290 e 448, a Rodovia do Parque. Da previsão de sete praças de pedágio, cinco estão em construção e duas em operação, com tarifas-base fixadas em R$ 4,30.

Os investimentos da empresa totalizam R$ 8,6 bilhões, dos quais R$ 5 bi para a ampliação de rodovias, como a BR 386 e duplicação da Tabaí-Canoas, e R$ 3,6 bi para conservação, manutenção e monitoramento das rodovias. Calixto forneceu detalhes da empresa, que é responsável pela administração de 3.377 km de rodovias em todo o país, além de metrôs e aeroportos, e com presença em diversos países do continente. Informou também sobre melhorias, como o monitoramento por câmera em 100% das rodovias nos próximos 36 meses, com mais de 400 câmeras instaladas, e a geração de 2.189 empregos diretos no primeiro ano de concessão. Informações adicionais podem ser obtidas no endereço www.antt.gov.br/rodovias/index.html